Refeno

 REFENO – Regata Internacional Recife – Fernando de Noronha

É a maior regata / festa náutica que acontece no Brasil. Isso se levarmos em conta a quantidade de dias que envolve o evento, o número de participantes e, claro, as milhas náuticas percorridas.

De Recife cerca de 300 milhas que nos separam da paradisíaca Ilha de Fernando de Noronha.

A Refeno atrai velejadores e adoradores do mar e da natureza de todos os lugares do mundo.

Se você quer realmente saber o que significa velejar, o que é estar a bordo de um veleiro e quer experimentar algo novo e sem frescuras, venha velejar com a Mistralis. Agora se busca conforto e mordomia e deseja fazer um simples passeio ou charter até Noronha, sugerimos que busque outras embarcações. Pois a Mistralis só trabalha com verdadeiros velejadores que tem paixão pelo mar desde a infância que vivem e respiram a verdadeira vela oceânica.


Treinamento Mistralis para a Refeno

Chegaremos alguns dias antes da Refeno e no Cabanga faremos nossos últimos ajuste antes da Regata.

Na véspera da largada faremos um treino com todos os participantes, para que já possam se acostumar com as peculiaridades do veleiro que irão embarcar, conhecerem seus parceiros da travessia e irem se habituando com a vida a bordo que teremos ao longo das 300 milhas que nos separam de Fernando de Noronha.


Dias de travessia

Durante a regata todos deverão participar das tarefas a bordo: trocas de turno, troca de velas, navegação, comando do veleiro e, a mais difícil de todas, cozinhar e manter o barco organizado e limpo para que as horas de travessia aconteçam da forma mais agradável, confortável e segura possível.

Claro que se a pessoa não se sentir confortável para cozinhar ou entrar no veleiro e organizar o interior, sempre haverá uma pessoa apta a ajudá-la e substituir sua função.


A divisão dos grupos e os turnos

Nos dividiremos em grupos de 3 alunos para 1 skipper.

Sendo que o grupo mais experiente ficará no comando da embarcação durante seu turno (isso se as condições permitirem)

A troca de turno acontecerá a cada 2 horas. Dessa forma todos terão supostas 4 horas para descansar.

Para que todos possam descansar e que haja harmonia a bordo, todos deverão colocar seus despertadores para 15 minutos antes da sua hora. Minutos esses que serão usados para vestimenta apropriada, alimentação, hidratação e ambientação.


Desembarque

Caso cheguemos a noite em Noronha: NÃO REALIZAREMOS O DESEMBARQUE. Por motivos de segurança e conforto de todos. O desembarque em Noronha a noite é muito perigoso e quase todos os anos ouvimos histórias de experientes velejadores que perdem seus botes infláveis para o forte vento e correnteza.

Aconselhamos que ao desembarcarmos cada tripulante deva se hospedar numa pousada na ilha para maior conforto e comodidade. Aqueles que quiserem ficar a bordo serão sempre bem-vindos!

Pela nossa experiência em já termos realizado diversas REFENOS, percebemos que é muito mais confortável, agradável, tranquilo e reservado que os tripulantes fiquem alguns dias hospedados na ilha. Isso para aproveitarem a vida noturna e descansarem os corpos, pois nem todos aguentam o balanço do mar.

Mas, claro, que se quiserem pernoitar conosco serão muito bem vindos.


DATA: 30.set (sugerimos que o embarque aconteça com 2 dias de antecedência, assim você poderá participar efetivamente da organização do veleiro, confraternizar com outros velejadores e sentir o clima de festa que antecede a regata)


Valor: R$ 6.000,00 que poderá ser parcelado até 10 dias antes do embarque.

Reserva sua vaga!


ATENÇÃO – saiba distinguir um serviço realizado por profissionais com mais de 25 anos de experiências e diversas participações em regatas a nível internacional e nacional, dos AMADORES que resolveram levar pessoas para “passear” durante uma arriscada travessia!

Conheça nosso comandante e veja o que ele estará disposto a partilhar com você!

Incluí:

  • kit Mistralis (boné)
  • alimentação completa durante a regata
  • material didático
  • treinamento Mistralis (a ser realizado na véspera)
Não está incluída a taxa das regatas, hospedagem no Recife e Noronha, bem como alimentação em terra firme.

Detalhes específicos:

Local do embarque: Cabanga (Iate Clube de Pernambuco) – Avenida Engo. José Estelita, s/n – Cabanga – Recife.

Todos deverão comparecer ao Cabanga com no mínimo 1 dia de antecedência para se adaptarem a nova realidade que os espera, para participarem do jantar de celebração e, também, do treinamento Mistralis.

Desembarque: quando chegarmos em Noronha.


Por que participar da REFENO com a Mistralis? A satisfação de seus tripulantes. Confira abaixo o comentário de algumas pessoas que participaram conosco.

Mike

“Fala aí Comandante!
Tenho que registrar minha satisfação com a regata/travessia realizada nesta REFENO! Embora com minha inexpressiva experiência, agora já aumentada consideravelmente, vi como é a faina a bordo, os “perrengues” e, não podia deixar de ser, a famosa “mareada”…
Ressalto a integração da tripulação. Continuamos unidos até depois do desembarque. Hoje temos mais amigos do que antes. Isso deve ser considerado, pois éramos pessoas desconhecidas praticamente até o embarque! Não ouve sequer um “olhar de lado”. Valeu!
Também meu forte abraço ao amigo! Estou à disposição aqui em Recife, por ocasião da passagem de VCs por aqui. Não exitem em solicitar qualquer apoio. Contem comigo!”


Casal Café e Edi

“Olá caros Refeneiros e RefeneirasO sábio filósofo Tiririca já dizia que queria estar lá no Congresso para saber como que era. Nós pensávamos a mesma coisa em relação a um barco e agora já temos alguma idéia de como é uma velejada por que numa ótima velejada estivemos.
Sabíamos de antemão que não seríamos de grande valia no manuseio do barco, mas o que mais nos intrigava era como seria a tripulação, afinal tantas recomendações e um ajuntamento de estranhos teria tudo para ´´estranhamentos“, mas o grupo foi excelente, muito além de qualquer expectativa.
Obrigado por tão bons momentos.
Tivemos aquela que, apesar de ter idade para ser nossa filha, foi uma verdadeira mãezona sempre disposta a proteger a sua tri-prole-ção que insistia em caminhar para o mundo das moranguinhos de vez em quando. Vocês não vão acreditar que após a gente na fila da imigração noronhen$e no aeroporto havia um tripulante do Interrogação.
Também tivemos aquela que com seu jeitinho era capaz de juntar numa mesma mesa Deus e o Diabo e ainda sair uma roda de samba e um joguinho de pôquer honesto. Talvez eles brigassem para tê-la como parceira do jogo.
Tivemos aquele que foi uma legítima flor de pessoa. Capaz de trabalhar como um boia fria, mesmo privado de sono e de alimentação. Foi um verdadeiro grumete das naus lusitanas do século XVI.
Tivemos aquele cheio de estórias também e com pontos de vista muito próximos aos nossos….”

Rui

“Todo mundo deve, pelo menos uma vez na vida, sentir a sensação de velejar. Dificil expressar com palavras a sensação de olhar as estrelas, o barulho do mar passando pelo casco, a brisa no rosto, o espetáculo da aurora e do crepúsculo, alimentar o bagre, excelentes conversas e lições…
No Mistralis sentimos e aprendemos com tudo isso. Com o Felipe temos um gostinho do que é levar uma vida dedicada aos ventos e mares, as dificuldades e as alegrias.
Agradeço a vocês por proporcionarem essa excelente experiência da travessia (no qual ainda quero repetir), no qual acredito que todo mundo deveria experimentar
.”